domingo, 27 de maio de 2007

PROA17A-Semana 5-Atividade 17/21



Tarefa: Continuar visitando o blog das quatro colegas e postar o relatório final destas visitas.

Conforme havia observado anteriormente a colega Gelsi apesar de ter se entusiasmado com a ferramenta blog com seus alunos não conseguiu, até o momento dar continuidade às tarefas. Coloquei-me a disposição da colega para auxiliá-la se desejar.

No blog da colega Andréia só encontrei uma postagem referente a sua apresentação, a inserção de uma gif e a inserção de um vídeo sobre motivação. Particularmente, gostei das opções de cores escolhidas pela colega para compor seu blog, seu modelo transmite alegria de forma harmônica.

Adriane demonstra comprometimento com as atividades. Registra algumas reflexões bastante relevantes, quando fala do gosto pelas coisas simples da vida, deixando transparecer uma habilidade que considero muito importante para um educador, que é ser sensível e observador. Está em dia com as tarefas. Seu blog poderia ter recursos adicionais, como webnote, som, gifs e vídeos. Em seu blog deixei uma sugestão para efetuar o link para o blog das colegas através do nome das mesmas, por considerar que favorece o visual e fica mais personalizado.

Eveline está atrasada com suas atividades, embora continua demonstrando interesse em registrar suas conquistas, inclusive aceitando uma sugestão minha para melhorar o visual do seu blog. Seu blog está bem organizado e suas postagens bem sinalizadas, procurando deixá-lo mais atrativo com imagens e cores de fonte variadas.



Esta atividade de visita aos blogs das quatro colegas que seguem o meu nome na lista da turma, possibilitou-me observar, analisar, comparar e acima de tudo aprender.
Aprender pensando sobre o que observava e buscando informações que desejava e encontrei nas postagens, como, por exemplo, a que encontrei no blog colaborativo da colega Adriane, que possibilitou-me colocar som em meus blogs. Nesse momento penso em Freire que diz que se deve utilizar a capacidade de pensar e sentir do aprendiz para promover a sua aprendizagem.
Trata-se aqui da desopressão de nossa capacidade de pensar, de nos conceder autonomia. Conforme argumenta Freire: “Há perguntas a serem feitas insistentemente por todos nós e que nos fazem ver a impossibilidade de estudar por estudar. De estudar descomprometidamente como se misteriosamente, de repente, nada tivéssemos que ver com o mundo, um lá fora e distante mundo, alheado de nós e nós dele.”(Freire, Pedagogia da Autonomia, p.86). Como poderia o aluno pensar, sentir e por conseqüência aprender, em um mundo que ele não compreende, não sente, não vivencia? Daí a tarefa do professor, como diz Freire:”...o papel fundamental do professor é contribuir positivamente para que o educando vá sendo o artífice de sua formação...” (Freire,Pedagogia da Autonomia, p78.). Essa pedagogia freireana reforça as idéias do PA e, por conseguinte, a sua aplicação propicia o desenvolvimento de atividades como esta, onde se estabelecem os limites e responsabilidades dos co-participantes do processo. “O fundamental é que a postura deles, do professor e dos alunos, é dialógica, aberta, curiosa, indagadora e não apassivada, enquanto fala ou enquanto ouve. O que importa é que professor e aluno se assumam epistemologicamente curiosos.”(Freire, Pedagogia da Autonomia, p.96). E creio ser isto que estamos fazendo através desta atividade, pois como tão bem coloca Freire, no seu livro Pedagogia do Oprimido: "ninguém educa ninguém. Ninguém se educa sozinho. Os homens se educam juntos, na transformação do mundo" (1987, pg.68). É isso que buscamos através do diálogo e trocas, buscar satisfazer nossa curiosidade, buscar respostas ás nossas perguntas e com isso construir nossa autonomia através de uma conscientização sempre crescente do ambiente em que estamos inseridos.

2 comentários:

Su disse...

Oi Helenita

Tuas atividades estão em dia e muito bem feitas. Então... relaxa e esquece a tabela :)))

Deixa pra cobrar alguma coisa no final. Eu vou olhando os blogs aos poucos. Afinal são 44 para ler , verificar comentários, comentar, registrar.

abraço!

Helenita Leal disse...

OK! Obrigada.